Império E Rebelião: O Fio Da Navalha. Leia E Os Piratas

  

A Editora Universo Geek lançou mais um livro da saga de “Guerra nas Estrelas”. Sob o selo “Legends”, “Império e Rebelião: O Fio da Navalha”, de Martha Wells, é um livro mais centrado na Princesa Leia, bem ao gosto do estilo do empoderamento feminino atual e, como o próprio título sugere, coloca nossa amada princesa na popular sinuca de bico, numa trama ardilosa em que Leia terá que ter muito jogo de cintura para lidar com as muitas adversidades que aparecem pelo caminho.

      Leia numa situação espinhosa…

Mas, no que consiste a história? Estamos entre os Episódios IV e V, onde a Aliança Rebelde é implacavelmente seguida pelo Império e ela precisa montar a sua base no planeta gelado de Hoth. Numa negociação pela compra de recursos para a base, Leia e Han Solo partem para uma viagem com o intuito de fechar o acordo. Entretanto, eles caem numa armadilha em que serão atacados por forças do Império. Uma sucessão de acontecimentos colocará nossos protagonistas frente à frente com uma nave pirata cujos tripulantes são originários de Alderaan, o mesmo planeta de Leia, destruído pela Estrela da Morte. Esses piratas estavam endividados com uma corporação pirata ainda maior, que poderia muito bem entregar Leia ao Império caso soubessem da verdadeira identidade dela. Para piorar a situação, o Império tem um agente infiltrado dentro da Aliança que poderá colocar tudo a perder. Leia, que teve a tripulação de sua nave seriamente afetada pelo ataque, buscará resgatar a tripulação de outra nave que será aprisionada pela corporação pirata com o objetivo de vender os membros da tripulação como escravos, e ainda vai ter que lidar com os piratas de seu planeta natal, onde ficará aquela situação ambígua de os piratas de Alderaan serem, ao mesmo tempo, criminosos e dedicarem uma grande devoção à princesa enquanto sobreviventes da tragédia que assolou seu planeta. O problema é que o tal agente imperial infiltrado e o próprio Império estão à espreita.

    Han Solo. Participação secundária…

Esse é um livro de mulheres, como foi dito acima. Além de Leia, a líder dos piratas de Alderaan e a líder da corporação pirata também são do sexo feminino e há uma interação grande entre essas personagens, que assumem realmente uma posição central. Han Solo, por exemplo, tem uma posição mais secundária na história, enquanto que Luke Skywalker e Chewbacca praticamente são coadjuvantes, aparecendo pouco ao longo da história. Isso pode até incomodar um pouco os fãs, mas creio que essa situação é bem compensada pela boa construção de Leia no livro, onde seus pensamentos, medos, indecisões e decisões são frequentemente mencionados, sobretudo nas relações com Metara, a líder dos piratas de Alderaan, muito insegura perante Leia, e Viest, a líder da grande corporação pirata, uma mulher perversa e cheia de caprichos.

O livro tem um pequeno problema, sendo um tanto maçante na sequência em que Leia e os piratas de Alderaan estão no grande asteroide de Viest. Aqui a história se preocupou muito em contar como era o interior do asteroide em ricos detalhes, à medida que nossos personagens se deslocavam por ele. Tal detalhismo tornou a coisa meio arrastada e sem ação, ao contrário do que acontece mais ao fim do livro, onde a ação frenética torna a leitura muito mais rápida. Confesso que essa descontinuidade incomodou um pouco.

Ainda assim, “Império e Rebelião: No Fio da Navalha” é um bom livro, pois colocou Leia em dilemas éticos e morais pesados, além de obrigar nossa personagem a assumir uma postura diplomática e estratégica muitas vezes quando ela interagia com os demais personagens do livro, seja com Metara, seja com Viest, seja com os imperiais. E é curioso perceber que Leia e Solo ainda não têm um relacionamento amoroso aqui, o que torna a interação entre os dois ainda um pouco dura e que nos dá a chance de presenciarmos umas situações um pouco engraçadas. Vale a pena a leitura, principalmente para as fãs de Leia e os fãs de “Guerra nas Estrelas” em geral.

      Metara, uma pirata de Alderaan…

No Comments Yet.

Leave a comment

You must be logged in to post a comment.