A Maldição da Mansão Winchester – O Lado Cinéfilo da Força

A Mansão Winchester, famosa por sua arquitetura e histórico peculiares, é o coração do lançamento A Maldição da Casa Winchester, com Helen Mirren e Jason Clarke, nos papéis da viúva Winchester e do Dr. Eric Price. Isolada em sua enorme mansão, a excêntrica Sarah Winchester, herdeira detentora de 51% das ações da Winchester Repeating Firearms Co. acredita ser assombrada pelas almas daqueles que tenham sido mortos por seus rifles, o que resulta na contratação do Dr. Eric Price para sua avaliação psicológica pela diretoria daquela companhia.

Exterior da Mansão Winchester

Sob a supervisão de Sarah Winchester, a mansão permaneceu em constante construção, 24 horas por dia, durante 38 anos, com custo que, atualizado para os valores de hoje, equivaleria a 71 milhões de dólares.

A despeito da premissa intrigante, inspirada na história verídica da Mansão Winchester, não corresponde às expectativas, classificando-se como um terror pipoca, válido apenas pelos sustos (os famosos jump scares), e pela oportunidade curiosa de ver a multi premiada Helen Mirren em um papel tão peculiar.

Mesmo os fãs - ou curiosos – da Mansão Winchester, que detém o título de mansão mais assombrada dos Estados Unidos da América não sairão satisfeitos do cinema, uma vez que a história por trás da arquitetura curiosa da casa e a motivação para as constantes renovações foi alterada, tentando pintar um quadro mais favorável da excêntrica viúva Winchester.

Segundo a história tradicional, as constantes renovações e a arquitetura peculiar – com escadas que dão em lugar nenhum, corredores sem saída, janelas que abrem para outros cômodos e passagens secretas – tinham por objetivo confundir os espíritos enraivecidos das vítimas dos rifles Winchester, a quem Sarah atribuía a responsabilidade pela morte de seu marido e sua filha pequena.

Na versão do filme, Sarah, tomada pela culpa, constrói a casa para facilitar a transição das vítimas dos rifles Winchester para o pós-vida, a partir de sessões mediúnicas em que é inspirada pelos espíritos para a construção de cômodos da casa – que após a “libertação” da alma, são destruídos para dar espaço para novos cômodos”.

Apesar de a campanha promocional do filme se centrar fortemente na pessoa de Helen Mirren, o ator principal do filme é Jason Clarke, no papel do cético Dr. Price, que deve convencer a reclusa viúva a se permitir avaliar, enquanto enfrenta seus próprios demônios. A atuação é coerente com o roteiro mediano, mas o filme como um todo diverte e atende a seus propósitos – contar uma história peculiar e conferir à plateia a oportunidade de visitar a assombrada Mansão Winchester, com garantia de acontecimentos sobrenaturais.

Para quem quiser saber um pouco mais sobre a Mansão Winchester e a história de Sarah Winchester, recomendo o episódio de Buzzfeed Unsolved: https://www.youtube.com/watch?v=Mx8JkGHaGUI

Nota do filme: Sete sabres de luz

No Comments Yet.

Leave a comment

You must be logged in to post a comment.