Com os Rebeldes até o fim

O artigo contém Spoilers da série Star Wars Rebels

Em 30 Outubro de 2012, a Disney anuncia a compra da Lucasfilm, deixando alguns fãs com dúvidas do que seria Star Wars a partir dali. Pouco depois, foi anunciado um dos primeiros materiais, após a compra, que seria uma nova série animada.

Star Wars já teve a série "The Clone Wars" com 6 temporadas que começou em Outubro de 2008 e terminou em Março de 2014.

A série "Star Wars Rebels" teve seu lançamento no dia 3 de Outubro de 2014 e teve o seu último episódio lançado no dia 5 de Março de 2018. Totalizando 4 temporadas. A série tem como um dos seus criadores Dave Filoni, que já estava trabalhando com Star Wars desde The Clone Wars.

Rebels se passa 14 anos após os eventos de "A Vingança dos Sith" e 5 anos antes de "Uma Nova Esperança" e tem como personagens principais Kanan Jarrus, um Jedi exilado que conseguiu escapar da Ordem 66 e que toma Ezra para si mesmo como aprendiz; Hera Syndulla, uma exímia piloto Twi'lek que pilota a nave Ghost e é quem tem as ideias mais fortes de rebelião; Ezra Bridger um jovem do planeta Lothal e que começa a manifestar habilidades da Força; Sabine Wren uma Mandaloriana exilada de seu planeta por criar armas para imperiais; Zeb Orrelios, o último das espécies de Lasat que se junta ao grupo e é praticamente a força bruta; e C1-10P (Chopper) um Droide Astromecânico bem temperamental.

Star Wars Rebels

A série gira em torno da história principal de Ezra, que ao longo das 4 temporadas vemos seu crescimento como Jedi e também seu amadurecimento. Conhecemos vários outros personagens novos, reencontramos velhos conhecidos e até algumas surpresas para os fãs mais antigos da Saga.

Nem todos os episódios são geniais e interessantes, mas em sua maioria Rebels não decepciona nem um pouco e mostra o quanto Star Wars pode crescer fora dos filmes. Temos vários momentos memoráveis na série, que prometem trazer água nos olhos dos fãs.

Um deles é a volta de Darth Vader, que aparece pela primeira vez no final da primeira temporada e vem junto com a clássica voz de James Earl Jones, e tem algumas aparições ao longo da série. A principal delas é o embate entre Ahsoka e Vader, Mestre e aprendiz finalmente se reencontrando para um último duelo.

Também temos o Grão Almirante Thrawn, finalmente canonizado e vilão principal nas duas últimas temporadas da série. A volta do vilão, criado pelo autor Timothy Zahn, foi oficializada na Celebration Europe, em 2016, no painel sobre a terceira temporada de Rebels. Isso acabou trazendo ainda mais fãs para ver a série e poderem ter um pequeno gostinho de ter um personagem clássico finalmente nas telas.

Outros momentos marcantes foram o encontro de Ezra com Yoda no templo Jedi de Lothal, a aparição da Princesa Leia e uma demonstração de como ela já estava agindo contra o Império, a criação da Aliança Rebelde, artefatos Sith e Jedi, a volta de Ahsoka e sua importância para a história galática após as Guerras Clônicas, o duelo final entre Obi-Wan e Darth Maul em Tatooine, o sacrifício de Kanan, e a confirmação de Rex na batalha de Endor.

O fim da série trouxe algumas explicações que ficaram em aberto, de como a série iria se encaixar e seus personagens não aparecem nos filmes. Após o sacrifício de Ezra, Sabine e Zeb ficaram em Lothal para proteger o planeta de uma possível retaliação imperial. Hera continuou com a Rebelião com Chopper e Rex, lutando nas principais batalhas e tendo o filho de Kanan que foi batizado de Jacen Syndulla (fãs do universo Legends irão se identificar com esse nome), Ezra vai para um local desconhecido com Thrawn e deixa em aberto o questionamento do que vem depois disso tudo.

Rebels, desde o começo, traz uma maravilhosa sensação de nostalgia, principalmente devido a sua proximidade da trilogia clássica. A sonoplastia, os veículos, armas e personagens. Até mesmo suas tramas e alguns comentários, como, por exemplo, Tarkin falar com Thrawn sobre a Estrela da Morte. Isso traz um brilho especial nos olhos dos fãs da Saga, o que no fim acabou sendo a grande jogada da série.

Em seu final, temos um encerramento parcial da história dos personagens, bem como é Star Wars, em que você não tem um final definitivo, mostrando a grandiosidade da saga e da Galáxia, e que nenhuma história realmente tem seu fim. Isso pode trazer um sentimento de vazio para alguns fãs que esperavam um final bem fechado para os personagens.

Agora é esperar a próxima série animada e torcer para que possamos ver novamente a nossa amada tripulação da Ghost.

Deixo aqui meu muito obrigado para Dave Filoni por essa jornada extraordinária e para Disney que acreditou no projeto e não deixou ele morrer.

E lembrem-se.... A Força vai estar com vocês... Sempre...

 

No Comments Yet.

Leave a comment

You must be logged in to post a comment.